Sintonizador feito com nanocordas de vidro pode revolucionar telecomunicações

Pesquisadores da Universidade de Oxford, na Inglaterra, desenvolveram o primeiro sintonizador de frequência do mundo que não precisa de energia para funcionar.

Pesquisadores da Universidade de Oxford, na Inglaterra, desenvolveram o primeiro sintonizador de frequência do mundo que não precisa de energia para funcionar. Eles utilizaram nanocordas de vidro de calcogeneto — conhecido como telureto de germânio — que vibram como as cordas de um violão.


Outra vantagem desse sistema é que ele proporciona um ajuste ultrarrápido dos parâmetros, fator fundamental para as redes de comunicação atuais que precisam sintetizar o maior número possível de frequências, e alternar entre elas, para garantir uma conectividade perfeita. Para continuar lendo esta matéria, clique aqui ou acesse https://canaltech.com.br/inovacao/sintonizador-feito-com-nanocordas-de-vidro-pode-revolucionar-telecomunicacoes-212079/